Terça-feira, Novembro 29, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioEspeciaisNa era das mídias sociais, candidatos ao governo de SC priorizam materiais...

Na era das mídias sociais, candidatos ao governo de SC priorizam materiais impressos e meios de comunicação tradicionais

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Apesar da presença constante da maioria dos candidatos ao governo de Santa Catarina na internet e nas redes sociais, as mídias digitais não têm sido configuradas até o momento como o principal investimento publicitário pelos comitês das campanhas estaduais. Na soma das 10 candidaturas ao cargo, o investimento na produção de mídias convencionais, como TV, rádio, serigrafia e materiais gráficos supera com larga vantagem as despesas contratadas para ações nas redes sociais da web.

É o que demonstra o levantamento realizado, com exclusividade, pelo Portal O Auditório, com base nas receitas e despesas declaradas até o momento pelos comitês de campanha ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Entre os 10 candidatos ao governo do estado, somente 7 apresentaram despesas na área de comunicação na primeira parcial de prestação de contas que encerrou nesse dia 13 de setembro. Os comitês ainda poderão declarar despesas adicionais na segunda prestação de contas, que ocorre até o final do pleito.

Décio Lima (PT), Esperidião Amin (PP), Gean Loureiro (União), Jorge Boeira (PDT), Jorginho Mello (PL), Moisés (Republicanos) e Odair Tramontin (Novo) já contrataram, juntos, um total de R$ 13.600.359,35 em despesas diretas de Publicidade. Esses números se referem apenas a contratações de serviços e empresas que atuam na área, como gráficas, produtoras de vídeo, empresas de internet e outros. As eventuais despesas com pessoal de comunicação diretamente contratado para atuar nos comitês não aparecem discriminadas nas prestações de contas.

De acordo com o levantamento, deste total de R$ 13,6 milhões, o item Produção de programas de rádio e televisão foi o maior gasto dos candidatos, com 50,45% do total (R$ 6.861.490,00). A Publicidade por adesivos vem em seguida, equivalendo a 22,56% do total despendido entre as 7 campanhas (R$ 3.068.757,85). Logo na sequência vem as despesas em Publicidade por materiais impressos, com 21,22% do total (R$ 2.886.951,51). Só na quarta posição aparecem as contratações realizadas para serviços de Impulsionamento de Conteúdos Digitais e Criação de páginas na internet, com apenas 5,77% das despesas dentro da área de comunicação (R$ 783.159,99).

Já na análise individual, Jorginho Mello (PL) é o candidato que mais priorizou a contratação de produção de adesivos de campanha, com um gasto de R$ 1.563.722,60 somente neste item (25,9% do total de suas despesas). Moisés (Republicanos) apresenta os materiais impressos no topo das suas despesas em comunicação, com o valor de R$ 1.501.715,82 (27,57% do total das despesas).

Gean Loureiro (União) apostou até o momento no investimento na produção de rádio e tv, com, R$ 2.450.000,00 (60,2% de suas despesas), a mesma prioridade de despesa que Esperidião Amin (PP), com R$ 1.751.500,00 (44,11% do total), Décio Lima (PT) com R$ 1.000.000,00 (67,71%) e Odair Tramontin (Novo), com R$ 167.150,00 (48,05%).

Jorge Boeira (PDT) apresentou até o momento valores mais baixos com despesas de campanha e elenca o impulsionamento de conteúdos na web com a soma de R$ 45.000,00 (38,38% de suas despesas).

No cálculo proporcional de cada candidatura ao governo de SC, o investimento em mídias digitais e internet também representa um baixo percentual dentro da soma de todas as despesas de campanha até o momento: Décio Lima (3,39%), Esperidião Amin (2,7%), Gean (1,34%), Jorge Boeira (38,38%), Jorginho Mello (6,87%), Moisés (1,3%), Odair Tramontin (11,5%). O detalhamento de todas as despesas contratadas pelos 10 candidatos está logo abaixo, por ordem alfabética:

Décio Lima (PT), 61 anos, advogado: R$ 2.510.600,00 de valores recebidos. R$ 1.476.801,66 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Produção de programas de rádio, televisão ou vídeo: R$ 1.000.000,00 (67,71%); Serviços prestados por terceiros: R$ 240.000,00 (16,25%); Publicidade por materiais impressos: R$ 115.545,00 (7,82%); Impulsionamento de Conteúdos Digitais: R$ 50.000,00 (3,39%); Publicidade por adesivos: R$ 35.870,00 (2,43%); Serviços advocatícios: R$ 25.000,00 (1,69%); Baixa de Estimáveis: R$ 7.500,00 (0,51%); Despesas com pessoal: R$ 7.000,00 (0,47%); Despesas com Hospedagem: R$ 3.320,71 (0,22%); Baixa de Estimáveis: R$ 3.100,00 (0,21%); Encargos financeiros, taxas bancárias: R$ 65,95 (0,0%).

Esperidião Amin (PP), 74 anos, senador: R$ 4.941.739,00 de valores recebidos. R$ 3.970.662,27 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Produção de programas de rádio, televisão ou vídeo: R$ 1.751.500,00 (44,11%); Serviços advocatícios: R$ 428.000,00 (10,78%); Serviços prestados por terceiros: R$ 390.639,00 (9,84%); Despesas com transporte ou deslocamento: R$ 365.000,00 (9,19%); Publicidade por adesivos: R$ 328.000,00 (8,26%); Publicidade por materiais impressos: R$ 302.880,00 (7,63%); Serviços contábeis: R$ 140.000,00 (3,53%); Despesa com Impulsionamento de Conteúdos: R$ 107.400,00 (2,7%); Serviços próprios prestados por terceiros: R$ 78.550,00 (1,98%); Eventos de promoção da candidatura: R$ 49.171,00 (1,24%); Baixa de Estimáveis: R$ 35.750,00 (0,9%); Locação/cessão de bens imóveis: R$ 12.334,00 (0,31%); Cessão ou locação de veículos: R$ 11.700,00 (0,29%); Hospedagem: R$ 2.922,15 (0,07%); Alimentação: R$ 1.109,56 (0,03%); Materiais de expediente: R$ 945,43 (0,02%); Combustíveis e lubrificantes (0,01%).

Gean Loureiro (União), 49 anos, advogado: R$3.395.500,00 de valores recebidos. R$ 4.069.498,00 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Produção de programas de rádio, televisão ou vídeo: R$ 2.450.000,00 (60,2%); Doações financeiras a outros candidatos/partidos: R$ 1.126.150,00 (27,67%); Despesas com pessoal: R$ 224.350,00 (5,51%); Atividades de militância e mobilização de rua: R$ 120.000,00 (2,95%); Despesa com Impulsionamento de Conteúdo: R$ 54.640,00 (1,34%); Publicidade por materiais impressos: R$ 48.685,00 (1,2%); Eventos de promoção da candidatura: R$ 32.202,50 (0,79%); Baixa de Estimáveis: R$ 25.500,00 (0,62%); Serviços prestados por terceiros: R$ 6.450,00 (0,16%); Serviços contábeis: R$ 5.000,00 (0,12%); Publicidade por adesivos: R$ 1.750,00 (0,04%); Encargos financeiros, taxas bancárias: R$ 270,50 (0,01%).

Jorge Boeira (PDT), 66 anos, engenheiro: R$ 127.000,00 de valores recebidos. R$117.256,50 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Despesa com Impulsionamento de Conteúdos: R$ 45.000,00 (38,38%); Publicidade por adesivos: R$ 40.550,00 (34,58%); Publicidade por materiais impressos: R$ 21.706,50 (18,51%); Serviços contábeis: R$ 10.000,00 (8,53%).

Jorginho Mello (PL), 66 anos, senador: R$ 9.279.910,70 de valores recebidos. R$ 6.038.650,69 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Publicidade por adesivos: R$ 1.563.722,60 (25,9%); Serviços prestados por terceiros: R$ 1.128.360,00 (18,69%); Publicidade por materiais impressos: R$ 838.919,19 (13,89%); Produção de programas de rádio, televisão: R$ 665.000,00 (11,01%); Atividades de militância e mobilização de rua: R$ 600.000,00 (9,94%); Despesa com Impulsionamento de Conteúdos: R$ 415.000,00 (6,87%); Pesquisas ou testes eleitorais: R$ 292.216,67 (4,84%); Serviços próprios prestados por terceiros: R$ 191.858,78 (3,18%); Locação/cessão de bens imóveis: R$ 111.225,00 (1,84%); Despesas com transporte ou deslocamento: R$ 70.910,00 (1,17%); Serviços contábeis: R$ 66.000,00 (1,09%); Serviços advocatícios: R$ 61.000,00 (1,01%) Baixa de Estimáveis: R$ 46.424,55 (0,77%); Baixa de Estimáveis: R$20.756,25 (0,35%); Cessão ou locação de veículos: R$ 14.327,20 (0,24%); Pré-instalação física de comitê: R$ 11.000,00 (0,18%); Diversas: R$ 5.536,24 (0,09%); Locação/cessão de bens móveis: R$ 1.170,00 (0,02%); Materiais de expediente: R$ 940,20 (0,02%); Combustíveis e lubrificantes: R$ 914,02 (0,02%); Encargos financeiros, taxas bancárias: R$ 489,90 (0,01%); Criação e inclusão de páginas na internet: R$ 60,00 (0%); Baixa de Estimáveis: R$ 29,90 (0%).

Leandro Borges (PCO), 31 anos, profissão não informada: R$ 3.000,00 de valores recebidos. Nenhuma despesa contratada.

Moisés (Republicanos), 55 anos, governador: R$ 3.856.550,00 de valores recebidos. R$ 5.446.367,89 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Publicidade por materiais impressos: R$ 1.501.715,82 (27,57%); Publicidade por adesivos: R$ 1.055.215,25 (19,37%); Produção de programas de rádio, televisão: R$ 827.840,00 (15,2%); Locação/cessão de bens imóveis: R$ 607.780,00 (11,16%); Serviços prestados por terceiros: R$ 523.000,00 (9,6%); Serviços advocatícios: R$ 260.000,00 (4,77%); Serviços contábeis: R$ 250.000,00 (4,59%); Despesas com transporte ou deslocamento: R$ 171.360,00 (3,15%); Produção de jingles, vinhetas e slogans: R$ 75.000,00 (1,38%); Despesa com Impulsionamento de Conteúdos: R$ 71.000,00 (1,3%); Despesas com pessoal: R$ 40.000,00 (0,73%); Cessão ou locação de veículos: R$ 37.618,90 (0,69%); Locação/cessão de bens móveis: R$ 25.000,00 (0,46%); Encargos financeiros, taxas bancárias: R$ 392,35,00 (0,01%); Combustíveis e lubrificantes: R$ 385,58 (0.01%); Criação e inclusão de páginas na internet: R$ 59,99 (0%).

Odair Tramontin (Novo), 60 anos, promotor: R$ 342.610,00 de valores recebidos. R$ 347.864,15 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Produção de programas de rádio, televisão: R$ 167.150,00 (48,05%); Publicidade por materiais impressos: R$ 57.500,00 (16,53%); Publicidade por adesivos: R$ 43.650,00 (12,55%); Despesa com Impulsionamento de Conteúdos: R$ 40.000,00 (11,5%); Serviços contábeis: R$ 15.000,00 (4,31%); Serviços advocatícios: R$ 15.000,00 (4,31%); Baixa de Estimáveis: R$ 5.500,00 (1,58%); Eventos de promoção da candidatura: R$ 4.660,00 (1,34%); Locação/cessão de bens imóveis: R$ 2.500,00 (0,72%); Locação/cessão de bens móveis: R$ 1.680,00 (0,48%); Materiais de expediente: R$ 509,80 (0,15%); Despesas postais: R$ 140,00 (0,04%); Encargos financeiros, taxas bancárias: R$ 74,35 (0,02%).

Professor Alex Alano (PSTU), 47 anos, professor: R$11.600,00 de valores recebidos. R$10.370,00 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Serviços advocatícios: R$ 6.000,00 (57,86%); Serviços contábeis: R$ 3.370,00 (32,5%); Locação/cessão de bens imóveis: R$ 1.000,00 (9,64%).

Ralf Zimmer (Pros), 43 anos, servidor público: R$600.000,00 de valores recebidos. R$599.996,60 de despesas contratadas. Tipos de despesas: Serviços prestados por terceiros R$599.996,60 (100%).

A força das redes sociais

Apesar do baixo percentual de investimento nas mídias digitais pela maioria dos candidatos ao governo de Santa Catarina, as redes sociais e a internet ainda podem ser o ponto de virada nessa eleição, segundo o professor e doutor em comunicação Moisés Cardoso. Para ele, a possibilidade da mídia paga na internet, que é permitida desde 2018, é um grande diferencial se for bem utilizada pelos candidatos. “Se antes, a gente tinha placas na frente das casas e placas poluindo postes nas vias públicas, hoje em dia nós temos a digitalização dessa dinâmica nas redes sociais através dos anúncios”.

Cardoso alerta, no entanto, que apesar de todo o potencial que as novas mídias possuem, elas precisam ser utilizadas com expertise, com profissionais qualificados que saibam aproveitá-la corretamente. E adverte: “as redes sociais, como um todo, não elegem ninguém, mas sem as redes sociais, sem a internet, ninguém é eleito.”

Os dados utilizados nesta matéria foram extraídos do TSE e são gastos parciais até 13/09/2022, verificados em 14/09/2022.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Mais Notícias desta Categoria
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias

Comentários Recentes