Terça-feira, Novembro 29, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioNotíciasSegurançaOperação contra grupos nazistas apreende materiais em Santa Catarina e mais 6...

Operação contra grupos nazistas apreende materiais em Santa Catarina e mais 6 estados

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Uma operação nacional, denominada “Bergon” atua nesta manhã desta quinta-feira (16) em Santa Catarina e mais 6 estados brasileiros. Equipes da polícia civil catarinense cumprem mandado de busca e apreensão de materiais com apologia ao nazismo no município de Porto União (SC).

O mandado foi cumprido por policiais civis da Delegacia de Polícia da Comarca de Porto União e da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) na casa de um adolescente. No local, houve a apreensão de objetos. O adolescente suspeito não foi apreendido. A ação conta também com a participação de policiais civis da Diretoria de Inteligência da PCSC, que estão em contato com os policiais civis do Rio de Janeiro para os desdobramentos dos trabalhos investigativos.

O mandado de busca e apreensão foi expedido pela Justiça do Rio de Janeiro. A operação “Bergon” foi deflagrada nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Rio Grande do Norte e Santa Catarina.

A investigação segue uma associação criminosa suspeita de disseminar ódio a negros e judeus em redes sociais. No Rio de Janeiro, quatro mandados de prisão e 30 de busca e apreensão foram expedidos contra grupos de pessoas que se autodeclaram nazistas.

De acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), essas pessoas são suspeitas de praticar, divulgar e instigar a realização de atos de discriminação e preconceito em relação à raça, cor, etnia e procedência nacional, além do crime de corrupção de menores.

Alguns dos suspeitos são adolescentes. O grupo é investigado por publicar, em redes sociais e em aplicativos de mensagens, fotografias, imagens e textos de cunho racista, homofóbico, antissemita ou nazista. Há ainda a incitação da prática de violência contra esses segmentos.

Segundo o MPRJ, o nome da operação faz referência à freira francesa Denise Bergon, que desafiou nazistas ao abrigar e salvar a vida de dezenas de crianças judias durante a Segunda Guerra.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Mais Notícias desta Categoria
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias

Comentários Recentes