Quinta-feira, Fevereiro 29, 2024
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioNotíciasSegurançaInquérito policial sobre feminicídio no bairro da Glória em Blumenau é entregue...

Inquérito policial sobre feminicídio no bairro da Glória em Blumenau é entregue à Justiça; um homem está preso

A polícia civil entregou ao Poder Judiciário nesta quarta-feira (7) o inquérito sobre um caso de feminicídio ocorrido no último dia 29 de dezembro no bairro da Glória em Blumenau. Um dos suspeitos foi preso após cumprimento de mandado judicial.

O crime

Em 29 de dezembro, Paloma Almeida Floriano, de 33 anos, foi encontrada morta dentro de sua casa. Ela tinha sinais de enforcamento. Vizinhos sentiram o odor no local e acionaram a polícia.

Policiais da Divisão de Investigações Criminais (DIC) trabalharam com a hipótese desde o início de um provável caso de homicídio, o que foi confirmado mais tarde com a conclusão do laudo cadavérico.

A vítima era de Minas Gerais, mas residia em Blumenau. Ela foi vista pela última vez na véspera de natal na companhia de dois homens. A partir de um cupom fiscal da compra de uma lasanha e uma garrafa de vinho, jogado na lata de lixo da residência, foi possível descobrir um dos autores do crime. Ele adquiriu os produtos em um posto de combustível.

Nas imagens, o homem de 34 anos está vestindo a camiseta que foi encontrada ensanguentada dentro da residência. Pelas imagens analisadas, os investigadores notaram que o homem usava tornozeleira eletrônica no dia do crime, informação confirmada pela Polícia Penal. Ele também permaneceu na casa da vítima até a manhã do dia seguinte.

Imagem: Polícia Civil de SC

Diante das provas coletadas, a polícia civil representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi decretada pelo Poder Judiciário no dia 25 de janeiro. No entanto, o suspeito já estava preso através de outro mandado de prisão, pelo crime de roubo.

O suspeito do crime

Nesta terça-feira, dia 6, o suspeito foi interrogado na DIC sobre o crime contra Paloma. Inicialmente ele negou que conhecia a vítima e que esteve na casa dela. Diante das provas apresentadas pelos policiais, ele acabou admitindo ter ido na casa dela, mas continuou negando ter cometido o assassinato.  

Além do crime de homicídio qualificado e feminicídio, o homem irá responder pelo crime de fraude processual e furto do aparelho celular da vítima, que ele admitiu ter roubado. Segundo a polícia civil, o suspeito possui uma extensa ficha criminal, sendo preso quatro vezes em flagrante, sendo três por roubo e uma por tráfico de drogas. Em 2023, ele foi apontado como autor de estupro da própria irmã, de 13 anos de idade e também por violência doméstica contra a esposa.

Apesar da prisão preventiva do suspeito e da conclusão do inquérito, as investigações continuam para identificar o segundo homem que estava casa no dia do assassinato.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Redação
O Auditório é um Portal de Notícias e Reportagens com cobertura jornalística e informações atualizadas sobre os principais acontecimentos do Vale do Itajaí, Santa Catarina e Brasil. É produzido por jornalistas profissionais com larga experiência na região. Iniciado em outubro de 2021 em Blumenau (SC), O Auditório apresenta jornalismo com comprometimento ético junto ao seu público através de suas diversas editorias.
Mais Notícias desta Categoria
- Publicidade -

Últimas Notícias