Segunda-feira, Maio 20, 2024
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioNotíciasPoderUrgência para arcabouço fiscal é aprovada; Veja como votaram deputados catarinenses

Urgência para arcabouço fiscal é aprovada; Veja como votaram deputados catarinenses

Proposta deve substituir o atual teto de gastos

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (17) o regime de urgência para o projeto de lei complementar que fixa novas regras fiscais para gastos da União, chamado também de arcabouço fiscal. A proposta irá substituir o atual teto de gastos. No total, 367 deputados votaram a favor e 102, contra. Veja abaixo como votaram os deputados catarinenses.

Com a decisão desta quarta, ficam dispensadas formalidades e prazos regimentais, como interstícios, permitindo andamento mais rápido do projeto na Casa. Desta forma, a previsão é que o projeto seja votado em plenário já na semana que vem.  

A proposta do arcabouço fiscal foi enviada em abril pelo governo federal ao Congresso Nacional. O relator do projeto, deputado Cláudio Cajado (PP-BA), apresentou o relatório nessa terça-feira (16) e incluiu gatilhos para obrigar o corte e a contenção de gastos no caso de descumprimento da meta fiscal.

Chamado de Regime Fiscal Sustentável pelo relator, o projeto prevê que, no caso de descumprimento das metas, haverá contingenciamento (bloqueio) de despesas discricionárias. O texto de Cajado estabelece a adoção, no ano seguinte ao descumprimento, de medidas automáticas de controle de despesas obrigatórias, como a não concessão de aumento real de despesas obrigatórias e a suspensão de criação de novos cargos públicos e da concessão de benefícios acima da inflação.

Caso o descumprimento aconteça pelo segundo ano consecutivo, novas proibições serão acrescentadas às existentes, como o aumento de salários no funcionalismo público, admissão ou contratação de pessoal e realização de concurso público (nos últimos dois pontos, a exceção é para reposição de cargos vagos).

Segundo Cajado, estará fora dos gatilhos o reajuste real do salário mínimo, com aumento acima da inflação. Inicialmente, havia previsão de também retirar o Bolsa Família do limite de gastos. O deputado explicou que o benefício também estará sujeito às normas gerais para que seja reajustado acima da inflação.

Via Agência Brasil

Como votaram os deputados de Santa Catarina

No total, 367 deputados votaram a favor da urgência, 102 votaram contra e houve uma abstenção. Dos 16 deputados catarinenses, seis votaram a favor e 10 votaram contra.

Favoráveis

  • Ana Paula Lima (PT)
  • Carlos Chiodini (MDB)
  • Ismael dos Santos (PSD)
  • Jorge Goetten (PL)
  • Pedro Uczai (PT)
  • Valdir Cobalchini (MDB)

Contrários

  • Caroline de Toni (PL)
  • Daniela Reinehr (PL)
  • Daniel Freitas (PL)
  • Fabio Schiochet (União Brasil)
  • Geovania de Sá (PSDB)
  • Gilson Marques (Novo)
  • Julia Zanatta (PL)
  • Rafael Pezenti (MDB)
  • Ricardo Guidi (PSD)
  • Zé Trovão (PL)
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Redação
O Auditório é um Portal de Notícias e Reportagens com cobertura jornalística e informações atualizadas sobre os principais acontecimentos do Vale do Itajaí, Santa Catarina e Brasil. É produzido por jornalistas profissionais com larga experiência na região. Iniciado em outubro de 2021 em Blumenau (SC), O Auditório apresenta jornalismo com comprometimento ético junto ao seu público através de suas diversas editorias.
Mais Notícias desta Categoria
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias