Quinta-feira, Agosto 18, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioNotíciasEconomiaBlumenau foi a terceira cidade do estado na abertura de empresas em...

Blumenau foi a terceira cidade do estado na abertura de empresas em 2021

Veja a situação de outros municípios do Médio Vale do Itajaí

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

EXCLUSIVO

Blumenau foi o terceiro município catarinense que mais abriu empresas em 2021. A terceira maior população catarinense é também a terceira no ranking total de empresas abertas.

Foram 11.131 empresas constituídas contra 3.611 fechadas em 2021, em um saldo positivo de 7.520. Os dados foram colhidos através do Observatório da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc). 73% das aberturas no ano foram de microempreendedores individuais (MEIs). Já na extinção, as MEIs representaram 63% do total.

Das 62.368 empresas ativas Blumenau, quase a metade é formada por microempreendedores individuais (MEIs), em um total de 29.835.

No ranking estadual, Florianópolis teve o melhor saldo em 2021(15.601), seguida por Joinville (12.026).

Abertura de empresas no Médio Vale do Itajaí

No Médio Vale do Itajaí também houve saldo positivo na abertura de empresas em 2021, com predominância na constituição de MEIs. Confira abaixo os números dos 6 maiores municípios da região:

MunicípioEmpresas abertas 2021Empresas fechadas 2021Saldo 2021Total empresas ativas
Blumenau11.1313.6117.52062.368
Brusque3.8531.1712.68221.123
Gaspar2.0176111.40611.378
Indaial2.1457111.43411.212
Timbó1.3564479097.530
Pomerode8682925764.644
Elaboração: Portal O Auditório. Fonte: Observatório Jucesc (2022).

Em Santa Catarina

O número de empresas abertas entre janeiro e dezembro de 2021 em Santa Catarina foi o maior de uma série histórica de 128 anos, segundo levantamento da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc). O saldo positivo de novos negócios em funcionamento no estado no ano foi de 138.032. O número representa a diferença entre as aberturas (204.954) e fechamentos (66.922) no período.

A alta em relação a 2020 foi de 19%. Já em relação a 2019 (período anterior à pandemia) a alta foi de 42%.

Entre os negócios abertos em 2021 no estado, o setor de comércio liderou o saldo positivo com 29.949 empreendimentos. Foi seguido pela indústria de transformação (16.360); construção (15.381); atividades profissionais, científicas e técnicas (11.082); outras atividades de serviços (10.867); atividades administrativas e serviços complementares (10.580); alojamento e alimentação (9.993); transporte, armazenagem e correio (9.679); educação (5.964); informação e comunicação (4.511); saúde humana e serviços sociais (3.880); serviços domésticos (3.242); atividades imobiliárias (2.533); entre outros. Os dados são do Observatório Jucesc.

Só no ano passado, cerca de 80% dos novos negócios foram MEIs (108.469). Hoje, o total de empresas ativas em Santa Catarina é de 1.099.405 (atualizado às 10h de 12/01/2022).

Explosão de MEIs x Desemprego

O número crescente de aberturas de MEIs, especialmente durante a pandemia da Covid-19, é refletido em todo o território nacional. O professor da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS) Maurício Weiss, em entrevista ao Gaúcha Zero Hora, afirma que o grande número de MEIs criadas nos últimos tempos é um fator diretamente ligado ao desemprego e à precariedade do mercado de trabalho. “A ampliação dos MEIs está relacionada ao fraco crescimento ainda do mercado de trabalho combinado ao mercado precarizado, com predomínio ou do informal ou do trabalhador que trabalha menos horas do que gostaria”, explica o professor. 

A taxa de desemprego no Brasil no terceiro trimestre de 2021 foi de 12,6% segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Mais Notícias desta Categoria
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias

Comentários Recentes