Quinta-feira, Outubro 6, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioNotíciasCultura e lazerIndaial realiza 10º Festival de Teatro e 7º Festival Estudantil de Esquetes...

Indaial realiza 10º Festival de Teatro e 7º Festival Estudantil de Esquetes Teatrais

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A Fundação Indaialense de Cultura promoverá de 23 a 28 de agosto o 10° Festival de Teatro de Indaial. Coordenado pela professora de Teatro da FIC, Liziane Largura, o Festival teve seu nome alterado neste ano, já que anteriormente era chamado de Mostra Indaialense de Teatro.

“O intuito é fomentar o teatro na cidade, trazendo uma programação diversificada, tanto nos gêneros de teatro, como teatro de bonecos, teatro de rua, drama e comédia, quanto na classificação dos espetáculos”, diz Liziane.

Um dos dias da programação, 26 de agosto, será dedicado ao 7° Festival Estudantil de Esquetes Teatrais, também coordenado pela professora de Teatro. “O evento completa sua 7ª edição novamente, realizando no palco o sonho de alunos que utilizam do teatro como ferramenta de ensino/aprendizagem e podem neste Festival mostrar seus trabalhos para além das fronteiras de suas escolas e seus familiares. É uma oportunidade ímpar de vivenciarem o grande momento de encontro do teatro com sua plateia e de aprendizagem com as análises das peças”, assinala Liziane.

“A comunidade indaialense e regional é convidada a prestigiar a programação. Tem teatro para toda a família, espetáculo infantil e adulto. Todos são gratuitos e não precisa reservar ingresso”, comenta a diretora-presidente da FIC, Marli Menegazzi.

Confira a programação completa:


23/08 – Terça-feira

Espetáculo: O Incrível Ladrão de Calcinhas (Trip Teatro de Rio do Sul)

Local: Galpão das Artes – Fundação Indaialense de Cultura

Horário: 19h30

Teatro de animação

Sinopse: Uma história de detetives baseada no estilo Cine Noir, caracterizada por filmes tipo “B” das décadas de 1940 e 1950, quando a falta de caráter e o crime são as marcas mais presentes. O escritório do detetive Bill Flecha é procurado por Srta. Velda, uma “mulher-fatal” que tem sua peça “íntima” roubada e pagará qualquer quantia para tê-la de

volta. O que parecia um crime banal dá origem a uma série de outros crimes violentos, no qual todos são suspeitos até que se prove o contrário ou até que seus corpos sejam encontrados em algum beco escuro. Inspirado na vida e na obra de Dashiell Hammett, considerado o pai da literatura policial moderna, o espetáculo utiliza uma técnica de construção de bonecos pouco conhecida no Brasil, a partir de modelos desenvolvidos por Hansjürgen Fettig em seu livro “Rod-Puppets & Table Top Puppets (Standing Figures). A cenografia foi inspirada no “Expressionismo Alemão”, movimentos artístico que contribuiu para o surgimento do Cine Noir.

Concepção, direção e manipulação: Willian Sieverdt

Técnica de som e luz e edição de sonoplastia: Tatiane Mileide Danna

Classificação: Adulto


24/08 – Quarta-feira

Espetáculo: O Homem ajuda o Homem? (Grupo de Teatro Alameda Haus)

Local: EEB Prof. Attela Jenichen

Horário: 19h30

Sinopse: “Durante mil anos, tudo caiu de cima para baixo. Mas nós, levantamos voo”. Bertolt Brecht – Levantamos e indagamos a atitude do ser humano. Questionando se provoca, provocando se reflete, refletindo se encontra, encontrando-se…Se repensa.”

Texto: Bertolt Brecht – Adaptação: Suellen Junkes

Direção Teatral, Produção e Direção Geral: Suellen Junkes

Figurino: Grupo de Teatro Alameda Haus

Classificação: A partir de 14 anos

25/08 – Quinta-feira

Espetáculo: A menina que não viveu seus sonhos (Grupo Trapos & Farrapos da FIC)
Local: Galpão das Artes – Fundação Indaialense de Cultura

Horário: 19h30

Sinopse: A peça é baseada na história de Anne Frank, uma menina judia que passou parte de sua vida escondida com a família no anexo de uma construção em Amsterdã, na Holanda, para fugir do Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial. “A menina que não viveu seus sonhos” traz a trajetória dos sonhos interrompidos, de uma vida ceifada e da esperança carregada consigo até o último momento, acreditando que tudo poderia melhorar.

Texto e figurinos: O Grupo

Direção, cenário e sonoplastia: Liziane Largura

Classificação: A partir de 14 anos

27/08 – Sábado

Espetáculo: Amor por anexins

Local: Praça da Igreja Matriz Santa Inês (em caso de chuva o espetáculo será realizado no Galpão das Artes – Fundação Indaialense de Cultura)

Horário: 16h

Espetáculo de Rua

Sinopse: Três atores, com figurinos de época e pernas de pau, contam a história do velho asqueroso solteirão Isaías, que tenta conquistar a viúva costureira Inês através de anexins. Desiludida com o ex-noivo, que rompe o compromisso por carta depois de encontrar outra mulher em melhor situação financeira, ela resolve enfrentar o velho rabugento também por conta do dinheiro. Para que Isaías ganhe a mão de Inês, ele é desafiado a não falar anexins por meia hora. A história é costurada pelo mestre de pista, papel criado para abrir e fechar a peça, fazer a sonoplastia e a contrarregragem cênica.

Autor: Artur Azevedo

Direção: Lourival Andrade

Cenografia: O grupo

Iluminação: Marcelo Ciepielewiski

Figurino: Norma Ribeiro

Maquiagem: Carlos Eduardo Silva

Composição musical: Jefferson Bittencourt

Operadores de Som: Luan Marques Joaquim

Classificação: livre

28/08 – Domingo

Espetáculo: O Auto da Compadecida (Curso de Teatro e Coral da FIC)

Local: Galpão das Artes – Fundação Indaialense de Cultura

Horário: 18h30

Sinopse: O Auto da Compadecida, como diz o autor, é “uma história altamente moral e um apelo à misericórdia. O julgamento de alguns canalhas, entre os quais um sacristão e um padre, para exercício da moralidade”. A história trata do julgamento das atitudes de alguns personagens, que ao fim são julgados pelo ponto de vista de terem em suas ações uma única opção de vida, cabendo a todos uma espécie de salvação. O espetáculo fará todos refletirem a quem cabe julgar o outro, sem a compreender o seu entorno?

Autor: Ariano Suassuna – Adaptação: Liziane Largura

Direção e adaptação do texto: Liziane Largura

Sonoplastia e regência de Coral: Maestro Caio Fernando Maciel de Oliveira

Figurinos e adereços: O Grupo

Iluminação: Liziane Largura

Classificação indicativa: 14 anos


7° Festival Estudantil de Esquetes Teatrais


26/08 – Sexta-feira

Espetáculo: O outro lado da ponte (Grupo Detalhe de Teatro)

Local: Galpão das Artes – Fundação Indaialense de Cultura

Horário: 13h30

Sinopse: Em “O Outro Lado Ponte”, um ator e uma atriz contam a história de um rio, uma ponte e dois povos. De um lado, os Guimbutões que têm fartura de água e pouca comida. Do outro, os Brônicos que têm fartura de comida e pouquíssima água. Negociavam e trocavam através do rio e dos tempos. Mas em algum momento da história desses povos, algo mudou.

Direção: Jean Massanero e Eduardo Francisco Hilcher

Atuação: Zanza França e Roberto Morauer

Classificação indicativa: 6 a 10 anos

Apresentação de esquetes de escolas livres de teatro e escolas em geral

Horário: 14h30 às 18h

Local: Galpão das Artes – Fundação Indaialense de Cultura


Papo Feet para os grupos participantes do 7º FEET

Local: Salão 2º piso da FIC

Horário: 18h

Escolas inscritas: Escola de Teatro Blumenau, Escola Internacional, Escola de Educação Básica Professor Honório Miranda, Colégio Cenecista Pedro Antônio Fayal, Prefeitura Municipal de Salete

Analisadores das esquetes do Festival: Roberto Morauer e Elisangela Maria França (Zanza França)


Espetáculo: Felpo Filva (Grupo de Teatro Revirado)

Local: Galpão das Artes – Fundação Indaialense de Cultura

Horário: 19h30

Sinopse: Felpo Filva conta a história de um coelho poeta solitário que tem uma orelha menor que a outra. Certo dia Felpo recebe uma carta de uma fã, reclamando que suas poesias eram muito tristes e pessimistas e mandando um poema de reparo em cima de um poema de Felpo. A partir daí o cotidiano de Felpo se transfigura, ele começa a sentir coisas diferentes, levantar questionamentos. O contato com uma “diferente”, uma fã que tem outra atitude com relação à vida, diferente da de Felpo, mais otimista e alegre, faz Felpo sair da sua zona de conforto e ver que suas diferenças não são tão ruins assim. A coelha Charlô, fã de Felpo, o convida para tomar chá e comer bolo em sua casa, se instaura então uma relação afetuosa entre Felpo e Charlô.

Texto: Eva Furnari

Direção: Reveraldo Joaquim

Cenário, bonecos e designer gráfico: Sérgio Honorato

Figurinos e maquiagem: Yonara Marques

Produção: Cirquinho do Revirado

Classificação: livre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Mais Notícias desta Categoria
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias

Comentários Recentes